digestão saudável

uma questão de alimentos e estilo de vida

Segelschiff

digestão saudável

uma questão de alimentos e estilo de vida

O cólon é uma parte muito importante do nosso aparelho digestivo. IExtrai água dos alimentos digeridos e dá às fezes a consistência certa para serem excretadas. Este processo pode sair do equilíbrio em ambas as direções.

TAs fezes podem ser demasiado aguadas, a que chamamos diarreia – ou podem ficar demasiado duras, a que chamamos obstipação.

Para nos mantermos saudáveis, devemos cuidar das bactérias boas do nosso intestino.
Como é que fazemos isso?
Principalmente, fazendo uma boa alimentação e fazendo exercício suficiente.

Os três grandes nutrientes nos nossos alimentos são:

  • Hidratos de carbono
  • Gordura e
  • Proteínas.

São ‘grandes’ porque os comemos em grandes quantidades e também porque são constituídos por moléculas grandes e complexas. 
As enzimas no nosso aparelho digestivo separam-nos nas suas partes:

  • Açúcares
  • Aminoácidos e
  • Ácidos gordos.

Estas são as matérias-primas para gerar energia e reparar partes do nosso organismo.

Outras substâncias nos alimentos, por exemplo, vitaminas e minerais, não precisam de ser decompostos: absorvemo-los como estão.
Por fim, existe um material nos alimentos que não digerimos de todo: chamam-se fibras. E as fibras também são importantes para a alimentação saudável.

Outro problema bem conhecido do estilo de vida ocidental moderno é não fazermos exercício físico suficiente.

Passamos demasiado tempo sentados, não passamos tempo suficiente a caminhar e muitos de nós não têm de fazer nenhum trabalho físico intenso. Contudo, se não movermos o nosso corpo de forma ativa, ficamos mais lentos por dentro.
Para completar a espiral negativa, tendemos a desistir das nossas atividades desportivas ou de boa forma regulares quando estamos sob pressão, o que é contraproducente, dado que as hormonas do stress também abrandam a nossa digestão. Por isso, quando estamos sob stress é quando precisamos mais de exercício – porque reduz os nossos níveis de hormonas do stress.

O resultado: fazer exercício regular é uma das chaves para manter o nosso intestino saudável